Variedade e opções de preços chamam atenção no período de volta às aulas

site_aciv

Início de ano, período de volta às aulas, despesas com veículos e alta de liquidações que acabam gerando gastos para o consumidor. Mas atualmente, o comprador se depara com um mercado que oferece uma variedade de preços e opções no qual a melhor pesquisa faz a diferença e nas papelarias nessa época não é diferente.

Uma pesquisa realizada pelo Procon de Varginha e divulgada pela prefeitura mostrou a diferença de preços de quatro papelarias da cidade. A variação de uma unidade de um caderno de 60 folhas pode chegar a 205%. O mais barato custa R$ 1,90 e o mais caro, R$ 3,90.

Um item que manteve o preço com pouca variação foi a mochila, no valor de R$ 39,00.

O economista e professor Pedro Portugal explica que essa variável de preço se deve a marca do produto e o direito das empresas diante do uso de imagem, como por exemplo, personagens e times de futebol. “Essa licença para usar a imagem dessas marcas acaba encarecendo o material. Outro fator dessa diferença de preço é devido a procura pelos materiais e a demanda das papelarias”, disse.

Segundo Portugal, a dica principal é ir com a lista de materiais completa e pesquisar em vários locais antes de fazer as compras. Outro fator primordial que faz a economia na hora das compras é “Não levar a criança ou o adolescente junto. Ele sempre vai escolher o personagem que mais gosta e não vai dar atenção para o preço do material.”, ressalta o economista.

Empresas que utilizam o cartão convênio ACIV podem pagar suas compras nas papelarias associadas. Veja os estabelecimentos que aceitam o cartão: Papelaria Branca de Neve na Rua Presidente Antônio Carlos, 404 e Brasil Escolar na Rua Wenceslau Braz, 222, ambas no Centro de Varginha.

Deixe uma resposta